JOAQUIM MARINHO

O endereço de número 39 da rua Chaves Ribeiro, no bairro São Geraldo, vai ganhar uma movimentação nova a partir deste sábado (11), com a inauguração da Casa de Cultura Joaquim Marinho. O espaço, que abriga os acervos e coleções do radialista e agitador cultural, passará a receber uma programação artística diversificada, com lugar para exposições, reuniões e apresentações musicais.

Amanhã, quem passar por lá já vai poder conferir a exposição “Caminhos e cores”, com obras de alunos do Ateliê de Arte Roberto Kleber. Em seguida, o cantor Nícolas Jr. e a banda de rock Ponto 44 comandam a sessão musical. A cozinha ficará nas mãos do chef Sérgio Araújo, que preparou um cardápio com drinks e petiscos.

Por trás da iniciativa de abrir a casa ao público está a filha mais velha de Joaquim, Patrícia Marinho Alves, que atua no segmento de eventos da cidade. “Estamos fazendo isso para que o público conheça o legado do meu pai, que sempre gostou de trabalhar com tudo que é relacionado à música, cinema e cultura em geral. A casa em si já é uma referência, mas agora queremos reabri-la para a garotada que queira trazer a sua arte”, afirma ela.

Patrícia conta que a casa foi construída quando os pais se casaram – hoje eles não moram mais no local. “Ela começou pequena e foi se expandindo quando nasceram as filhas, mas as coleções foram crescendo mais do que nós. Era primeiro os livros e discos, depois a gente se arrumava”, brinca. Segundo ela, o acervo conta com cerca de 13 mil LPs, 12 mil CDs e 25 mil livros de todos os gêneros, além das coleções e lembranças de várias épocas e lugares, incluindo sua famosa coleção erótica.

“Essa casa sempre respirou cultura. Eu e minha irmã Cristina convivíamos ainda pequenas com vários artistas dentro de casa, como Alcione e Toquinho. Eles vinham aqui provar a caldeirada de peixe que o meu pai gostava de oferecer”, completa Patrícia.

Funcionamento

A princípio, a programação musical da Casa de Cultura Joaquim Marinho ficará restrita aos sábados, quando haverá cobrança de couvert. Nos demais dias, o público também vai poder visitar o espaço e suas exposições em horário comercial, de 8h às 18h. O acervo, contudo, não estará disponível para manuseio e consulta, explica Patrícia Marinho.

“As coleções são apenas decorativas, porque temos peças muito antigas, como exemplares d’O Pasquim, que exigem cuidado no manuseio. Algumas coisas ainda estão guardadas, em preservação, mas quisemos manter boa parte do acervo visível para manter o clima que a casa sempre teve”.

Perfil: Joaquim Marinho

É radialista, empresário e cinéfilo. Foi integrante do Grupo de Estudos Cinematográficos (GEC), cineclube criado em Manaus na década de 60. Durante anos, foi dono de uma rede de cinemas de rua, incluindo o Cine Chaplin e o Grande Otelo, no Centro da cidade. Português de nascença, recebeu em 2013 o título de Cidadão do Amazonas, concedido pela Assembleia Legislativa.

Serviço

o quê: Inauguração da Casa de Cultura Joaquim Marinho
quando: Sábado, dia 11, a partir das 17h
onde: Rua Chaves Ribeiro, n° 39, São Geraldo
quanto: Entrada gratuita
infos. (92) 99257-1459 e @casadeculturajm

COMPARTILHAR
Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here