As “Guerreiras do Hulk” enfrentam as “Feras da Amazônia”, pela grande final do Campeonato Amazonense Feminino 2017.

Após empate eletrizante em 2 a 2 no primeiro duelo, basta uma nova igualdade no marcador para o Iranduba erguer a taça – o sétimo seguido do torneio. Para o 3B só a vitória interessa. E o retrospecto pesa a favor da Fera, que foi a única equipe que bateu o Hulk na competição e dentro da Arena.

Andressinha atrás do bi

Craque da Seleção, ser campeã na Arena não é novidade para Andressinha. A meia-atacante deu volta Olímpica com o Brasil no Torneio Internacional de Manaus, disputado na Arena da Amazônia no fim de 2016.

“Sem dúvida que vai ser uma final bem especial, até porque se criou uma rivalidade que não é uma coisa tão comum no futebol feminino. Acho que vai ser um jogo bem disputado e bom pro público assistir. Tenho certeza que vai ser um grande espetáculo”, disse Andressinha, que retornou ao Brasil após três anos nos Estados Unidos apenas pra vestir a camisa do Hulk.

A jogadora disse que a readaptação ao futebol brasileiro foi rápida. “A adaptação foi boa, até porque já conhecia a maioria das meninas do tempo do Kindermann. Tive a oportunidade de trabalhar com o Adilson na Seleção Sub-20 em uma temporada e acho que a adaptação foi bem rápida pra mim”, afirmou a camisa 5 do Hulk avaliando as dificuldades de passar pelas Feras do 3B.

“Acompanhei algumas jogadoras de lá no Campeonato Brasileiro, algumas vieram do Audax. Também  já tinha trabalhado com o Tchelo (Marcelo) e sabia que ele  sempre organiza muito bem suas equipes,  já sabia dessa dificuldade”, apontou Andressinha.

Em busca da artilharia

Se Andressinha já foi campeã na Arena, Carla Nunes disputará sua primeira final em um estádio de Copa do Mundo. Artilheira do Barezão Feminino com 12 gols, a atacante quer superar o Hulk em seus domínios.

“A gente vai com o maior foco possível pra essa final. Temos de ter uma concentração muito grande pra jogar contra o Iranduba dentro do estádio delas, contra a torcida delas. Mas nosso time acredita que pode sair com o título da Arena”, enfatizou a jogadora que marcou o gol da vitória das Feras sobre o Iranduba no início do torneio.

Atuando na base da superação, Carlinha analisa as dificuldades de encarar Andressinha e cia. na Arena. “Aconteceram muitas coisas como o nosso time no campeonato. Só que em nenhum momento baixamos a cabeça. E jogar não só contra a Andressinha, mas o time inteiro do Iranduba, é bom pra nós. E isso incentiva mais nosso time porque a gente quer ganhar”, disse a atacante enfatizando que erguer a taça do Barezão contra o Hulk ficará marcado na história do elenco do 3B.

“Levar o título do Amazonense contra um time que cheio de  estrelas, enquanto  o nosso time, que teve tantas dificuldades e que a gente vem superando todo esse tempo,  vai ser muito gratificante pro nosso time. Acredito que vai ser uma coisa que vai ficar marcada pra sempre nas nossas vidas”, disse a jogadora afirmando que espera ajudar sua equipe nem que passe em branco na final. “Trabalhei forte esses dias nos treinos pra tentar ajudar minha equipe com gol, mas caso ele não saia e eu puder ajudar de outra maneira vou ficar feliz também”, concluiu.

Mudanças nas equipes

Autora do gol de abertura no empate em 2 a 2 na primeira  decisão, a atacante Moara pode desfalcar o Hulk no jogo de logo mais na Arena. A jogadora fará uma avaliação momentos antes da final contra o 3B e só depois saberá se vai pro jogo.

“A Moara segue em cuidados intensos pelo departamento de recuperação e fará uma avaliação antes do jogo. Só a partir desta avaliação saberemos se terá condição de jogo ou não”, enfatizou o técnico Adilson Galdino avaliando que o elenco está ansioso para entrar em campo pra decisão do título.

Título na Arena

Apesar de ser hexacampeão do Barezão, essa será a primeira chance do Hulk erguer uma taça no palco da Copa e das Olimpíadas. Em junho de 2016, o Iranduba ficou com o vice da Liga de Futebol Feminino Sub20.

COMPARTILHAR
Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here