Na última sexta-feira, dia 27 de Outubro, um ato de censura e truculência na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) chocou brasileiros de todo o País.

Na ocasião, grupos de extrema-esquerda atacaram com gritos, socos e pontapés estudantes universitários em um encontro marcado para a exibição deste documentário.

Em resposta a tamanho patrulhamento ideológico, cidadãos e estudantes que lutam pela garantia de LIBERDADE, promoverão por todo o país a exibição do documentário GRATUITAMENTE.

É chegada a hora em que estudantes e cidadãos em geral, sejam liberais, conservadores ou libertários, de não mais deixarmos nos intimidar pelas tentativas de violação de nossos direitos de reunião, expressão e manifestação.

SOBRE O FILME

O percurso biográfico, a rotina e o pensamento do filósofo brasileiro Olavo de Carvalho, esses são os eixos temáticos do documentário de longa-metragem O Jardim das Aflições. O filme retrata o cotidiano do filósofo na sua casa em Colonial Heights, estado da Virgínia (EUA), onde reside atualmente, captando a atmosfera de trabalho intelectual, convívio familiar e, principalmente, o seu pensamento filosófico no que concerne à autonomia da consciência individual em oposição à tirania da coletividade. A contraposição entre a vida cotidiana e a transcendência filosófica é o eixo de sustentação do documentário.

O filme se propõe como um estudo poético sobre o personagem cada vez mais conhecido e estudado no Brasil, com milhares de exemplares vendidos – o bestseller O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Idiota, uma coletânea de artigos escritos entre 1997 e 2013, vendeu mais de 320 mil cópias. Porém, o contato dos brasileiros com Olavo de Carvalho é sempre à distância, através dos seus escritos ou pela internet, já que ele mora atualmente nos Estados Unidos. O filme é dirigido por Josias Teófilo, cineasta pernambucano radicado na Virgínia (EUA), e tem entrevistas de Wagner Carelli, também jornalista e criador das revistas Bravo! e República. A produção é de Matheus Bazzo.

SESSÕES

Sessão 01
13/11 – Segunda-Feira – 16h00
Auditório Rio Negro – FES

Sessão 02
13/11 – Segunda-Feira – 17h00
Auditório da Faculdade de Direito – FD

Sessão 03
13/11 – Segunda-Feira – 19h00
Auditório Rio Negro – FES

Sessão 04
13/11 – Segunda-Feira – 20h00
Auditório da Faculdade de Direito – FD

Sessão 05
14/11 – Terça-Feira – 16h00
Auditório Rio Negro – FES

Sessão 06
14/11 – Terça-Feira – 17h00
Auditório da Faculdade de Direito – FD

Sessão 07
14/11 – Terça-Feira – 19h00
Auditório Rio Negro – FES

Sessão 08
14/11 – Terça-Feira – 20h00
Auditório da Faculdade de Direito – FD

14/11 – Terça-Feira – 16h00
Auditório Rio Negro – FES

Sessão 06
14/11 – Terça-Feira – 17h00
Auditório da Faculdade de Direito – FD

Sessão 07
14/11 – Terça-Feira – 19h00
Auditório Rio Negro – FES

Sessão 08
14/11 – Terça-Feira – 20h00
Auditório da Faculdade de Direito – FD

COMPARTILHAR
Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here